Questões frequentes (FAQ´s)




FAQ´s
Respondemos a algumas das questões mais frequentes que nos fazem na nossa actividade quotidiana:


Se uma mulher optar por fazer um aborto em Portugal, qual é o prazo legal que tem para o fazer?
O aborto por opção da mulher pode ser realizado nas primeiras 10 semanas de gravidez, calculadas a partir da data da última menstruação.

Em alguns casos pode ser até mais tarde, certo?
Sim. Sempre que constitua o único meio de remover perigo de morte ou de grave e irreversível lesão para o corpo da mulher ou para a saúde física ou psíquica da mulher grávida; sempre que se mostre indicado para evitar perigo de morte ou de grave e duradoura lesão para o corpo ou para saúde física ou psíquica da mulher grávida, e seja realizado nas primeiras 12 semanas de gravidez; quando existirem seguros motivos para prever que o nascituro virá a sofrer, de forma incurável, de grave doença ou malformação congénita, e for realizada nas primeiras 24 semanas de gravidez, excepcionando-se as situações de fetos inviáveis, caso em que a interrupção poderá ser praticada a todo o tempo; e, quando gravidez resulta de crime contra a liberdade e autodeterminação sexual e a interrupção for realizada nas primeiras 16 semanas.

Quem pode solicitar uma interrupção da gravidez?
É a própria mulher que deve fazer o pedido de interrupção da gravidez, excepto se for psiquicamente incapaz.

Quem é que faz o aborto?
Segundo a legislação portuguesa, um médico ou outro técnico de saúde sob a sua orientação e com o consentimento da mulher.

As mulheres imigrantes podem fazer uma interrupção da gravidez em Portugal?
Os imigrantes têm acesso a todos os cuidados de saúde, independentemente da sua situação legal.

Posso fazer um aborto pelo Sistema Nacional de Saúde?
Sim.

Se optar no fazer no privado, quanto é que tenho que pagar?
Depende do local onde será efectuado.

Existe algum problema em viajar depois de um aborto?
Não, a mulher pode viajar logo de seguida.

Dói fazer um aborto cirúrgico?
Se for realizado com anestesia local, o incómodo é parecido com o de uma menstruação. Se for realizado com anestesia geral, a mulher não sente nada.

Quais são os riscos de um aborto?
Toda e qualquer intervenção cirúrgica pode ter riscos associados. O aborto quando realizado precocemente, por técnicos especializados e em condições adequadas, não acarreta riscos para a saúde.

Quanto tempo tenho de ficar na clínica?
Em regra geral, entre 2 a 4 horas.

Se acontecer alguma coisa, o que devo fazer? A clínica possui um serviço de emergência que está em funcionamento 24 horas/dia.

Porque necessitam da minha morada e do meu telefone?
Porque é obrigatório por lei a recolha dos dados. No entanto, toda e qualquer informação acerca da mulher é confidencial.

Se um dia quiser vir a ter filhos, posso voltar a engravidar?
Sim. Um aborto sem complicações não tem qualquer implicação na fertilidade futura, nem resultados adversos em gravidezes subsequentes.

Quando é que volto a ter a menstruação?
Depende do organismo da mulher. Habitualmente surge entre 40 a 50 dias após a interrupção da gravidez.

Tenho de ir ao médico depois do aborto?
Sim. A mulher deve ser observada aproximadamente 15 dias após a interrupção da gravidez.

Posso ter relações sexuais depois do aborto?
A mulher não deve ter relações sexuais com penetração vaginal fazer até terem passado pelo menos 15 dias.

Posso ter hemorragias depois do aborto?
Pode existir algum sangramento. Existem mulheres que não têm, e isso, não é um problema.

Posso ir trabalhar no dia seguinte ao do aborto?
Sim. Desde que a mulher se sinta bem, e não seja um trabalho que exija grande esforço físico, não existe qualquer inconveniente.

Posso beber álcool depois de fazer o aborto?
Não, enquanto estiver a fazer o tratamento pós-aborto.







image